21 de dez de 2009

Vamos pra Capital do Forró?

Destino - Dunas de Itaúnas - Espírito Santo!Aniversário...Faltam 13 dias!!!

Era uma vez uma vila de pescadores na beira da praia, quase na divisa do Espírito Santo com a Bahia. Na década de 60, porém, o arraial foi soterrado pelas dunas que avançaram sem dó em função do desmatamento. A turma se mandou para as margens do rio que corta a região e a vida continuou pacata em Itaúnas. Nos idos dos anos 80, a praia escondida por montes de areia fina e dourada foi descoberta pelos mochileiros e ainda hoje se mantém preservada. Graças à criação de um parque estadual em 1991, a natureza pouco mudou e continua a exibir manguezais, riachos, dunas gigantescas e trechos da Mata Atlântica. Já o astral... quanta diferença! Invadida por jovens no verão, o povoado de ruas de terra ganhou pousadinhas, bares rústicos e casas de forró onde a azaração rola solta até o amanhecer.

Riacho Doce: Rusticidade é marca registrada da bela praia

O ritmo ditado por sanfonas, zabumbas e triângulos é tão contagiante na vila que Itaúnas é o cenário do Festival Nacional de Forró, que atrai os fãs do arrasta-pé no mês de julho. O som, como na alta temporada, começa por volta da meia-noite e só terminam quando o sol lança seus primeiros raios. O resultado é praia vazia durante toda a manhã, afinal, é preciso estar descansado para encarar dunas, trilhas e estradas de chão para tomar um banho de mar. A praia que dá nome à vila fica a pouco mais de um quilômetro, mas exige escalar um monte de areia que ultrapassa os 20 metros. Já a selvagem Riacho Doce, uma das mais bonitas da região, é acessada depois de dez quilômetros de caminhada ou de 17 quilômetros sacolejando dentro do carro. Bem mais adiante fica Costa Dourada, contornada por gigantescas falésias.

Quem está a pé pode optar pelos passeios de bugue, bicicleta, canoa e à cavalo que descortinam paisagens intocadas. A rusticidade de Itaúnas é garantida não somente pela proteção do parque, mas também por seu acesso precário. A partir de Conceição da Barra, cidade da qual a vila é distrito, são 27 quilômetros de estada de terra.


10 de dez de 2009

Casal cria cenas com bonecos feitos de partes eletrônicas

Um casal de britânicos se dedica a criar cenas com bonecos feitos com baterias, pilhas e partes de computadores e depois fotografá-las.

Eles usam peças como baterias, LEDs, resistores, fios e partes de computadores na construção de cada boneco.

Cada imagem pode demorar horas para ser preparada por causa do pequeno tamanho dos personagens.

Lenny e Meriel Lenfesteys, que vivem na Ilha de Guernsey, ao sul da Grã-Bretanha, começaram a trabalhar juntos nos bonecos há alguns anos.

Por causa do tamanho dos personagens, com aproximadamente entre 3 cm e 4 cm cada, eles precisam de várias horas para montar uma cena.

O trabalho pode ser visto no site Flickr.

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/cultura/2009/12/091207_artepilhasml.shtml



9 de dez de 2009

EU TE AMO... NÃO DIZ TUDO!

Você sabe que é amado(a) porque lhe disseram isso?

A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e palavras.

Sentir-se amado é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida,

Que zela pela sua felicidade,
Que se preocupa quando as coisas não estão dando certo,

Que se coloca a postos para ouvir suas dúvidas,
E que dá uma sacudida em você quando for preciso.

Ser amado é ver que ele(a) lembra de coisas que você contou dois anos atrás,

É ver como ele(a) fica triste quando você está triste,
E como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo uma tempestade em copo d'água.

Sente-se amado aquele que não vê transformada a mágoa em munição na hora da discussão.

Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente inteiro.
Aquele que sabe que tudo pode ser dito e compreendido.

Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é,
Sem inventar um personagem para a relação,
Pois personagem nenhum se sustenta muito tempo.

Sente-se amado quem não ofega, mas suspira;
Quem não levanta a voz, mas fala;
Quem não concorda, mas escuta.

Agora, sente-se e escute: Eu te amo não diz tudo!

"Para conquistarmos algo na vida não é necessário, apenas, força ou talento; é preciso, acima de tudo, ter vivido um grande amor"


Arnaldo Jabor