3 de mar de 2010

Perfumes agora têm o "cheiro" do dono

Patricia Zwipp

Imagine como seria bom comprar um perfume que combinasse perfeitamente com você e fosse exclusivo, sem ter de cheirar mil e uma opções em várias lojas. Gostou da ideia? Pois saiba que é possível. Algumas empresas nacionais e de fora prestam o serviço personalizado.
A funcionária pública Eunice Pereira da Silva, de 37 anos, é adepta da fragrância sob medida há dois anos. Leu a respeito em um site internacional e resolveu procurar por quem a fabricasse no Brasil. "Queria saber qual seria o meu cheiro. O meu perfume me traduz, é refrescante e tem cheiro de banho."

O processo para obter o seu aroma começou com um questionário e uma conversa por telefone, que colheram informações como tipo de pele e cabelo, alimentação, se toma remédios, memórias olfativas, onde passou a infância, gostos pessoais. Em seguida, recebeu três opções de perfume e optou por uma delas.

O frasco veio inclusive com seu apelido gravado: Nice. "Foi uma das coisas que fiz que não me arrependi. Achei caro, mas vale a pena a relação custo-benefício."

Tendência

Mônica Lacerda, proprietária da Essenza Reale, em São Paulo, oferece perfumes exclusivos há três anos. "Vimos que é uma tendência lá fora, na Europa e nos Estados Unidos, produzida por marcas conceituadas, e que cada perfume custa cerca de 50 mil euros. No Brasil, fazemos de forma mais acessível e com alta qualidade, por meio da parceria com um perfumista francês."

O desenvolvimento da fragrância sai por R$950 e, cada frasco de 100 ml, R$350. O resultado é registrado e não pode ser comercializado para mais ninguém.

Virar moda é algo que Renata Ashcar, especialista em perfumes e autora do Guia de Perfumes (Duetto Editorial), acredita que não deve acontecer.

"Bons perfumistas são raros e seu trabalho é caríssimo. Portanto, acho melhor dizer que é um luxo restrito a poucos."

A profissional lembra que a possibilidade de circular com um aroma personalizado existe desde o início da perfumaria. A nobre Catarina de Médici, por exemplo, se mudou da Itália para França em 1533 para casar com o Rei Henrique II, e levou junto com sua corte o perfumista pessoal.

Fabricação

Quanto mais detalhes souber sobre o cliente, mais o perfume combina com o dono. Isso porque pequenos detalhes interferem no aroma natural e na reação que terá na pele.

A pele seca não retém tanto produto quanto a oleosa. Sendo assim, pode investir em essências mais fortes, como informou Mônica. A oleosa combina com notas cítricas.

"Quem passou a infância no litoral tem registrado o cheiro de maresia e até isso influencia no gosto depois."

Renata listou que pessoas modernas e descontraídas gostam de ingredientes mais leves (cítricos, lavanda, acordes aquáticos e verdes); as sedutoras, densos (madeiras, baunilha, especiarias e flores mais encorpadas); as femininas e românticas, delicados (jasmim, rosa, frésia e frutas)

Naturais

Óleos essenciais, vegetais e essências menos sintéticas possíveis são os materiais de trabalho de Simone Donatelli, proprietária da Íris Verde Ervoterapia, em São Paulo, e ligada à aromacologia (estudo geral das fragrâncias para elaborar compostos aromáticos que trazem bem-estar).

Produz perfumes personalizados para cada momento da vida. "Quando tem óleo essencial, é usado de maneira terapêutica. O de alecrim, por exemplo, ajuda a deixar a pessoa mais alerta e acordada, bom para quem está cansado ou precisa de atenção nos estudos."

Os interessados respondem a um questionário por e-mail e, depois de um mês, o produto de 100 ml (R$ 100) fica pronto. O cheiro pode ser aplicado ainda em sabonetes, aromatizadores, hidratantes, óleos para banho e massagem.

Confira abaixo quais são os óleos essências mais recomendados, de acordo com Simone, para quem:

Tem insônia: lavanda e camomila;
Está sempre cansado e sonolento: alecrim e capim-limão;
Quer um toque afrodisíaco: patchouli, ylang ylang, canela, sândalo;
Quer se acalmar: camomila, erva cidreira, melissa, erva-doce;
Precisa diminuir o estresse do dia a dia: lavanda e capim-limão;
Sofre de medo e angústia: sálvia e lavanda;
Está triste: mandarina;
Pretende aumentar a capacidade imunológica: melaleuca.

Ambiente

Perfume personalizado não é um privilégio apenas pessoal. Marcas, comércios e escritórios também podem ter uma identidade olfativa. Para isso, leva-se em consideração o que a empresa quer mostrar ao público: perfil moderno, clássico, feminino ou masculino.

Um sex shop, por exemplo, deve investir em aromas afrodisíacos, enquanto uma loja de doces tem como opção os alimentícios.

Até mesmo os ambientes da casa contam com aromatizantes específicos, seguindo as necessidades e situações, na opinião de Simone. A ajuda para aqueles que vivem agitados e nunca têm uma boa noite de sono é o cheiro de lavanda ou camomila no quarto e nos lençóis.

Se aguarda uma noite de amor caliente, o melhor é espalhar pelo quarto o odor da canela.

Família repleta de brigas e problemas pede lavanda e camomila. Alecrim e lavanda afastam a estagnação.

Chá-verde e laranja trazem harmonia. Atrair saúde é a função da sálvia, da melaleuca e da lavanda.

Ao contrário do que muitos fazem, a dica da profissional ligada à aromacologia é borrifar a fragrância para baixo. Assim, sobe e permanece por mais tempo no ar.
Matéria tirada do site Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta Curica!